Policial

LATROCÍNIO NO COMARY

Um senhor veio a falecer depois de ter sido espancado até a morte com golpes de pauladas por bandidos que entraram em sua residência para roubar o seu veículo, Roberto Giola tinha 68 anos. Já a sua esposa, Neuza dos Santos, de 62 anos, está internada no CTI do HCT em estado gravíssimo depois de ter sido espancada também pelos mesmos elementos.
A residência fica na Rua Luiz Murati, no bairro do Comary.
A polícia já descobriu o paradeiro do veículo roubado. Os bandidos o abandonaram na Rua Ten. Luiz Meireles, na Várzea, próximo a uma fonte de água e uma loja de rodas e pneus. A polícia está no local e averigua imagens de câmeras de segurança para chegar o mais rápido possível até os criminosos que cometeram tal ato. O carro está sendo levado neste momento para a 110′ DP para que as digitais no veículo sejam recolhidas também.
A polícia agora trabalha também para saber como os criminosos conseguiram entrar no condomínio e saírem dirigindo o veículo roubado pela portaria principal sem serem identificados e sem terem dificuldade para tal.

O caso aconteceu ontem a noite, domingo (09.02). Entenda o que houve:

Os policiais foram acionados para o bairro do Comary onde lhes foi notificado que em certa residência havia uma pessoa gritando por socorro. Com a chegada dos polícias no local, foi verificado que um senhor e sua esposa foram espancados com pauladas por bandidos que roubaram um veículo dos mesmos.
Os polícias encontraram o senhor já sem vida e sua esposa com diversas escoriações pelo corpo e perdendo muito sangue.
Os bombeiros a levaram rapidamente ao HCT, onde ela foi atendida e levada diretamente ao CTI.
Das vítimas foi levado um veículo Palio Adventure de cor preta que saiu sendo conduzido pelos criminosos pela portaria do condomínio que dá para a CBF e o Lago Comary.
A Polícia acabou de encontrar o veículo roubado no crime nas proximidades da Rua Tenente Luiz Meireles, na Várzea.

 

REPORTAGEM: ANDERSON TOTÓ
TEXTO: ALBERTO MIGUEIS

Fonte: Totó Online

west_banner_site
1 Comentario

1 Comment

  1. Nelson

    11 Fevereiro, 2016 at 17:21

    A vítima era uma pessoa do bem, assistente social onde fazia coisas boas para as pessoas, não é justo isso. Que Deus a tenha. Que a justiça seja feita. Meus sentimentos a família

Deixe uma Comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Mais Acessadas

To Top