west_banner_sitebanner_rcabanner_sumi
Esporte

Teresopolitano faz desabafo sobre a Praça de Esportes Radicais

Na última semana o desabafo de Brian Santos nas redes sociais deu o que falar. Segundo o vídeo postado o atual secretário de esportes quer tirar a sala do grupo que treina na praça.

Brian postou um vídeo onde dizia “Hoje eu estou aqui pra fazer um desabafo.Um desabafo de atleta, um desabafo de quem frequenta a Praça de Esportes Radicais Alexandre Oliveira há 11 anos. Essa pista tem 12 anos de existência, eu sou atleta profissional de BMX, sou nascido e criado aqui na cidade de Teresópolis e eu vim falar do nosso secretário de esportes. Nosso atual secretário de esportes Luiz Otávio que, na minha opinião, não exerce esse papel que ele tem. Essa sala aqui foi cedida na época que o Arlei era prefeito, ele nos disponibilizou essa sala pra gente poder guardar o material de treino, colchões, tem rampas de madeira e caixotes. Há muito tempo eu vinha querendo fazer isso. Eu vejo vídeos de pistas de fora que tem estrutura para poder treinar. Se a gente não evoluir, não tem como a gente acompanhar os gringos. Eu tenho ido competir fora, treinei em várias pistas com uma estrutura que não consigo nem descrever. Tem uma pista que eu andei em Dover, na Holanda. Nossa a pista é animal, a pista tem uma caixa de espuma que você pode treinar, tem resina. A resina é uma borracha em cima de alguns colchões, que você pode jogar a manobra, acaba não se machucando. É uma estrutura que a gente tenta fazer na pista aqui em Teresópolis. Eu vou descrever para vocês o que tem nessa salinha e vou falar também da chave, que é justo falar.  Bom, a sala está aqui, a sala é pública, é pra todo mundo usar, não só a galera da bike, a galera do skate. Mas a gente tenta organizar e eu sou o responsável pela chave. Não reparem a bagunça, porque realmente está bagunçado. Está essa bagunça porque a gente está fazendo obra na pista e eu fiquei sabendo que ele vai vir aqui tirar as nossas coisas e simplesmente jogar fora. E hoje ele como secretário está querendo tirar isso da gente, não só de mim, mas de toda a galera que poderia estar evoluindo.  Que pode evoluir com um simples colchão.”

No vídeo, além de Brian, outros teresopolitanos que usam a praça fizeram questão de deixar seus depoimentos.

“A coisa do colchão é bom porque se eu cair eu não vou me machucar.” Amendoim – Skatista.

“Isso não vai afetar ele em nada. A gente ter o material aqui nos ajuda.” Bernardo – Skatista.

“É importante pra gente aprender as manobras.” Leo – BMX iniciante.

“O nome já diz, secretário de esportes, ele era pra estar ajudando a evolução da galera aqui. Não só o BMX, como o patins in line, o skate também. Eu acho desnecessário querer embarreirar o uso do material que a gente tem pra evoluir no esporte.” Falou Patrick Rodrigues –BMX.

Para finalizar Brian disse “Esse aí foi um desabafo meu e de alguns atletas, claro que eu não consegui falar com todo mundo.  Mas queria que vocês entendessem, quero que vocês compartilhem bastante esse vídeo e tá aí uma pergunta que não quer calar. Eu queria saber o que o secretário vai fazer com as nossas coisas, com o nosso material de treino que a gente batalhou, batalhou muito pra ter.

A equipe do Teresópolis Jornal esteve com Brian para que ele pudesse esclarecer algumas dúvidas que surgiram após a divulgação do vídeo. Segue abaixo entrevista completa com o atleta.

TJ – Ocorreu uma reforma na Praça de Esportes Radicais quem é o responsável pela mesma?

Brian – Então, a reforma foi o seguinte. Nós atletas, a galera da bike (BMX), do skate  e do patins, junto com o Gigante que anda e tem uma loja de Skate aqui na rodoviária…  Ele estava pra fazer um campeonato aqui no mês passado só que choveu e o evento acabou sendo transferido para esse final de semana. Então ele foi a Prefeitura e pediu um apoio, para que fizessem uma reforma pra tapar os buracos e tacar uma tinta que é uma forma de dar uma tapeada, porque a praça precisa realmente de uma reforma 100%. Só que o nosso secretario Luiz Otávio não deu tanta importância, e de tanto ele enrolar, nós tomamos a decisão de nos unirmos e fazermos essa reforma por conta própria, com o dinheiro do meu bolso, do Gigante Street Shop, e dos voluntários que se juntaram para ajudar a gente. Com isso, conseguimos chegar nesse resultado, essa imagem muito bonita. Pra falar que o secretário não ajudou, pois eu acho que ele se sentiu um pouco acuado, ele trouxe alguns funcionários do Pedrão e pediu para pintar o muro de cal. O que eu acho que já devia ter sido feito a muito tempo. Não precisava ter campeonato nem nada. Além do cal ele mandou soldar um ferro que estava caído há três meses.

TJ – E a questão da retirada do material?

Brian – Com relação a retirada do material de treino foi cogitado que ele viria aqui tirar o nosso material. Material esse, que a galera da bike batalhou muito pra conseguir. Há 11 anos que a gente frequenta a praça, e durante esse tempo, sempre quisemos ter uma estrutura legal de treino. Eu sou atleta e frequento campeonatos fora do Brasil. Ano passado fiquei morando fora 2 meses competindo, e o que eu vi lá é que as pessoas têm uma estrutura que aqui no Brasil infelizmente não tem. Então a gente batalha, caçando colchão na rua, pra gente poder treinar. Para resumir rápido, o secretário de esporte quer tirar os nossos colchões daqui e eu fiz um vídeo para mostrar as pessoas e deixar uma pergunta no ar, o que ele faria com nosso material de treino?

TJ – O que vocês precisariam para poder praticar seus esportes de maneira adequada?

Brian – Sendo curto e grosso, o que precisamos para praticar um esporte de maneira adequada aqui na praça é segurança. Eu já venho mandando mensagem para o secretário há muito tempo. Mensagem via WhatsApp perguntando e cobrando. A gente tinha um rapaz que ficava aqui, ele tomava conta da praça de noite, e não tinha nada dessas coisas que acontecem aqui agora. Não é mentira, aqui tem sim ponto de droga, têm usuários de drogas, mas a gente tenta coibir. Eu mesmo sou a primeira pessoa a chegar, falar  e colocar para fora, pedindo por favor que não faça isso. Porque aqui é uma área de esportes, é uma área que eu quero trazer o meu sobrinho de 7 anos, ele adora bike e eu queria muito ver ele aqui hoje, mas eu não posso trazer, então o que a gente precisa aqui é de segurança.

TJ – Por último você pode ficar a vontade para poder mandar algum recado, agradecimento, ou qualquer outro tipo de mensagem ou reclamação que desejar.

Brian – O recado que eu queria deixar para o poder público em geral, é que olhasse mais pra cá. Hoje eu posso contar nos dedos de uma mão, quantas vezes o secretário veio aqui, e quando veio, nenhuma vez perguntou o que a gente precisa. E o senhor prefeito então, eu nunca vi por aqui.

 

 

 

west_banner_site
Clique para Comentar

Deixe uma Comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Mais Acessadas

To Top